AGES - 2016/2

Este projeto que está sendo desenvolvido pelos alunos da turma da AGES II é o SusSquare, para o Observatório Social de Porto Alegre (http://portoalegre.osbrasil.org.br), que é uma entidade não governamental que tem por missão “atuar como instrumento dos cidadãos portoalegrenses no incentivo à responsabilidade social e monitoramento proativo e preventivo da gestão pública municipal”. Este empreendimento veio por uma parceria entre a FACIN/PUCRS, através da AGES e o Observatório Social de Porto Alegre, com o intuito de usar a tecnologia para melhorar a gestão pública através da criação de canais de comunicação diretos entre o cidadão e o governo. Esta foi a motivação inicial para o desenvolvimento do projeto SUSquare, que tem por objetivo final desenvolver um aplicativo que permita ao cidadão avaliar a qualidade do atendimento prestado por estabelecimentos de saúde, além de auxiliá-lo a cuidar de sua saúde.

O objetivo final do projeto segundo o Prof. Eduardo Arruda é: “Além de produzir uma ferramenta extremamente útil para sociedade, permitir aos alunos trabalhar com o que há de mais moderno em desenvolvimento de software. Baseada em tecnologia de computação na nuvem, a arquitetura do software contempla uma API (Application Programming Interface – Interface de Programação de Aplicativos) baseada em Restful services, banco de dados no-SQL, desenvolvimento mobilemulti-plataforma com interface responsiva, ou seja, adaptada para uso em qualquer dispositivo, e tecnologia de georeferenciamento.

Além disso, a turma da AGES II terá um desafio adicional: usar toda sua criatividade para desenvolver um chatbot capaz de “conversar” com o cidadão e saber como ele se sente em relação ao atendimento recebido. O uso de chatbots não chega a ser uma novidade na computação, mas a aplicação de modernas técnicas de inteligência artificial os torna uma forte tendência, já que têm a capacidade de “humanizar” nossa relação com a tecnologia.”

Sobre a impressão pessoal sobre o trabalho dos alunos, o professor é categórico: “O projeto teve início no segundo semestre de 2016, na disciplina de Modelagem e Projeto de Banco de Dados. A turma demonstrou muito entusiasmo com os objetivos do projeto desde os primeiros encontros e agora, na disciplina de Prática na Agência Experimental II, esse entusiasmo se ampliou diante da possibilidade de trabalhar com tecnologias extremamente atuais, mesmo para os padrões de mercado.”

Vamos acompanhar a evolução do projeto ao longo do semestre e esperar para poder finalmente conferir o resultado em sua plenitude.

Texto escrito com a importante contribuição do Prof. Eduardo Arruda – https://br.linkedin.com/in/eduardohparruda

TIME:

Fabrício Rodrigues Pujol

Gabriel Henrique Paul

Gabriel Pinto Machado

Marcus Vinícius Kuquert

Carlos Henrique Arype Ilha

Eduardo Lima de Oliveira

João Pedro Honscha

Luis Filipe Novo C. da Silva

Matheus Mello Vaccaro

Maximilian N. S. Zorzetti

STAKEHOLDER:

Observatório Social de Porto Alegre:

Product Owner

Marco Panichi

Presidente

Diogo Chamun

Colaboradores

Álvaro Ártico

Thais Graef